quinta-feira, 12 de abril de 2012

Empate entre Chapecoense e Cruzeiro

Vai ter jogo de volta na Copa do Brasil entre Cruzeiro e Chapecoense no dia 18, Sete Lagoas-MG. A Chapecoense empatou por 1 a 1 com o Cruzeiro, ontem, na Arena Condá e se manteve viva na competição. Se alguns temiam goleada, o time catarinense mostrou que em casa pode fazer frente a um time de Série A do Campeonato Brasileiro.



O Cruzeiro iniciou assustando o time da casa. Com toques rápido já no primeiro ataque levou perigo com Anselmo Ramon, que desviou o cruzamento mas a bola foi para fora. Aos poucos a Chapecoense conseguiu conter o ímpetou do time visitante e conseguiu a primeira conclusão aos quatro minutos, com Athos, mas a bola foi para fora.



Três minutos depois foi a vez do goleiro Rodolpho, que substitui o lesionado Nivaldo, salvar. Anselmo Ramon recebeu livre dentro da área mas o goleiro da Chapecoense adiantou-se e conseguiu defender o chute do atacante cruzeirense.



O principal lance do primeiro tempo foi aos 16 minutos. Num escanteio cobrado por Neném o zagueiro Souza subiu mais alto e cabeceou no canto, sem chance para o goleiro Fábio. Foi o terceiro gol do zagueiro na Copa do Brasil. O herói da classificação na primeira fase, quando marcou dois na vitória por 3 a 1 contra o São Mateus, voltou a fazer a diferença.
 Ele vibrou muito batendo no peito, mexendo os braços vibrando em direção à torcida e depois os levantando as mãos para o céu. Era a vibração de quem tinha sido afastado dos últimos três jogos por determinação do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, que o puniu pena entrada que fraturou a perna do atacante Héber, do Figueirense. No final da tarde de terça-feira a Chapecoense conseguiu no Superior Tribunal de Justiça um efeito suspensivo, o que garantir a presença do capitão Souza no time. E o esforço valeu a pena.



Depois disso o Cruzeiro teve três chances de empatar. Primeiro, com Anselmo Ramon, que desperdiçou. Na sequência Wellington Paulista teve duas chances de marcar, aos 25 e aos 29 minutos, mas chutou para fora.



O Cruzeiro tentava também lançar bolas para a área mas a zaga da Chapecoense levava a melhor em todos os lances.



No intervalo Souza destacou a necessidade de ter humildade. No segundo tempo o técnico Vagner Mancini colocou Walter no lugar Wallyson. Logo a dois minutos Walter mostrou serviço e quase marcou, mas a bola foi para fora. No entanto aos 15 minutos ele justificou a mudança. No cruzamento de Diego Renan, Walter igualou o placar de cabeça.



Mesmo após o gol o Cruzeiro continuou pressionando. Roger cobrou falta e Rodolpho mandou para escanteio. A Chapecoense teve a chance de marcar o segundo num contra-ataque em que Rafael Mineiro recebeu livre na direita, chutou cruzado mas a bola acabou indo para fora.



Athos também teve sua chance, num chute de fora da áerea, que exigiu grande defesa de Fábio. Eber também exigiu o goleiro cruzeirense. O Cruzeiro teve vários escanteios a favor mas a zaga da Chapecoense levou a melhor. O time mineiro ainda ficou com um a menos no final da partida, com a expulsão de Leo, por falta em Athos.



Mesmo assim o goleiro Rodolpho foi obrigado a fazer duas boas defesas em chutes de Walter e Roger.

Agora o time catarinense terá que vencer em Minas Gerais ou então empatar por dois ou mais gols para garantir a vaga. Novo 1 a 1 leva o jogo para os pênaltis. Mas antes tem o jogo de domingo, contra o Criciúma, que vale vaga nas semifinais do Catarinense.

FICHA DO JOGO

CHAPECOENSE - 1


Rodolpho; Fabiano, Souza (Dema), Leonardo; Eliomar, Diogo Roque, Wanderson, Neném, Athos, Willian (Rafael Mineiro) e João Paulo (Éber).

Técnico: Itamar Schulle



CRUZEIRO - 1



Fábio; Everton, Leo, Victorino, Diego Renan (Élber); Leandro Guerreiro, Marcelo Oliveira, Montillo; Wallyson (Walter), Anselmo Ramon e Wellington Paulista (Roger).

Técnico: Vágner Mancini



Arbitragem: Jean Pierre Goncalves Lima, será auxiliado por José Javel Silveira e Lucio Beiersdorf Flor.

Gols


Souza (16min 1ºT) – Chapecoense



Walter (16min (2ºT) - Cruzeiro



Cartões Amarelos



Willian, Neném, Wanderson – Chapecoense


Leandro Guerreiro, Marcelo Oliveira, Diego Renan – Cruzeiro


Cartão Vermelho


Leo (36min 2°T) - Cruzeiro


Local: Arena Condá - Chapecó

ClicRBS

Nenhum comentário:

Postar um comentário