segunda-feira, 5 de março de 2012

Polícia registra pelo menos 56 ataques a caixas eletrônicos em SC desde 2011

Rotina se repete: nenhum bandido foi identificado ou preso
Um dos suspeitos montou guarda, enquanto os outros dois ajeitaram os explosivos Correção: Diferentemente do que informou este site na matéria "Polícia registra pelo menos 58 ataques a caixas eletrônicos em SC desde 2011 (04/03/2012 às 22h49min), foram 56 explosões. O texto original já foi corrigido. A onda de explosões a caixas eletrônicos chegou a mais duas cidades catarinenses neste fim de semana. Houve ataques em Mafra, no Planalto Norte, e em Botuverá, no Vale do Itajaí. A rotina se repete: nenhum bandido foi identificado ou preso. Já são 56 ataques deste tipo desde janeiro de 2011. >>> Opine: você acha que tanto assalto a bancos acontece por falta de atuação mais firme da polícia ou, realmente, é um crime difícil de conter? Em Mafra, quatro homens armados com fuzis e pistolas explodiram um caixa eletrônico do Banco Bradesco no bairro Faxinal. A ação foi por volta das 3h da madrugada deste domingo. Houve troca de tiros com a Polícia Militar. Os assaltantes renderam os dois vigias da empresa em frente ao caixa. Um dos suspeitos montou guarda, enquanto os outros dois ajeitaram os explosivos. Um quarto participante teria ficado em um carro. A quadrilha de caixeiros conseguiu fugir. Na madrugada de sábado, a pequena Botuverá, no Vale do Itajaí, também foi atacada por uma quadrilha. Por volta das 3h30min os bandidos saquearam um dos caixas eletrônicos do Banco do Brasil. A Polícia Militar informou que moradores próximos a agência escutaram o barulho da explosão e informaram que os homens estavam em um veículo branco. Os homens, que não foram identificados, teriam fugido em direção a cidade de Vidal Ramos. O valor levado não foi informado. Na semana passada, em entrevista ao DC, o delegado-geral da Polícia Civil, Aldo d'Ávila, disse que a prisão dessas quadrilhas era questão de dias. Fonte desta Informação: Diário Catarinense

Nenhum comentário:

Postar um comentário