quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Maus tratos em Irani




A Câmara Especial Regional de Chapecó manteve a decisão de primeira instância que determinou o afastamento familiar de duas crianças, sendo uma com apenas um ano de idade. De acordo com a decisão do desembargador, Guilherme Nunes Born, a situação envolve uma família de Irani.

De acordo com os autos do processo, existem provas consistentes de negligência e maus tratos por parte dos genitores.

O Ministério Público sustentou que a mãe estava praticando maus tratos com os menores, posição que foi contestada pela defesa, mas não aceita pelo judiciário. Consta nos autos que a genitora também não estava cuidando da higiene da criança, que muitas vezes era levada à creche em situação de completo descuido.

O judiciário ainda levou em consideração uma situação envolvendo queimaduras de 3º grau na criança. A mãe não teria levado a criança para atendimento na unidade hospitalar da cidade, depois das queimaduras provocadas pela água do chimarrão.

Aliança

Nenhum comentário:

Postar um comentário