quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Perigo: Meninas de São Joaquim estão usando absorvente com Vodka


Problema social ou a nova geração?



A tão recém lançada moda já chegou na Cidade da Neve em SC.

Trata-se do hábito de mergulhar um absorvente tipo OB na vodka aguardar alguns minutos e introduzi-lo.

A prática consiste em mascarar o cheiro da bebida e aumenta consideravelmente as chances de embriaguez, uma vez que o álcool entra em contato com o sangue mais rapidamente.



-”Ah é legal! Tipo assim: Ninguém sabe que você está usando um OB com vodka ou Smirnoff Ice, não dá para sentir o cheiro e você fica com aquela tonturinha mais rápido, fico mais divertida quando faço isto“. Respondeu uma adolescente ao qual nome não será revelado pela redação.

Está prática é nova, mas já está ganhando muitas adeptas em São Joaquim: “-Aprendi isso com uma amiga do colégio, e conheço uma porção de meninas que fazem isso, principalmente antes de ir numa festa!” Respondeu a garota.

Ainda não se sabe se a prática pode trazer riscos para a saúde uma vez que a introdução do absorvente empapado com vodka ou Smirnoff entra em contato direto com as paredes internas dos órgãos genitais femininos.

Redação São Joaquim Online



A nova, e perigosa, moda entre as jovens alemãs é encharcar absorventes internos com vodka e depois introduzir nas partes íntimas. A técnica seria eficiente para embebedar rápido e não ficar com bafo, mas pode trazer graves consequências.

Oficiais disseram que isso é uma grande lenda, afirmando que não é uma forma efetiva de ficar bêbado.

Segundo especialistas o álcool pode danificar as paredes da vagina e aumentar o risco de infecção. Circula o comentário de que rapazes também estavam aplicando os absorventes alcoólicos no ânus.

O jornal alemão Südkurier publicou a notícia de uma garota de 14 anos que entrou em colapso durante uma festa de rua em Konstanz, aparentemente embriagada pelo uso do absorvente.

A moda parece ter começado nos EUA, como nome de "slimming", e também foi notada na Escandinávia, onde menores de idade não conseguem comprar bebida com facilidade.

Nota do Blog: Segundo informações de adolescentes, em Chapecó "meninas" e "meninos" também já estão fazendo uso deste expediente para se "embriagar".

Nenhum comentário:

Postar um comentário