terça-feira, 29 de novembro de 2011

Médico de Michael Jackson é condenado a quatro anos de prisão

Conrad Murray foi considerado culpado por homicídio do artista morto em junho de 2009



O médico Conrad Murray foi sentenciado nesta terça a quatro anos de prisão, o máximo requerido pela procuradoria. Ele foi responsabilizado pela morte do cantor Michael Jackson, ocorrida em junho de 2009.
Vestido na cor cinza, Murray manteve uma expressão sisuda durante a audiência, inclusive quando o juiz Michael Pastor disse que não cabia outorgar-lhe a liberdade condicional e o condenou à prisão.
O cardiologista de 57 anos estava preso desde 7 de novembro quando o júri o havia decretado culpado de homicídio culposo.

AP

Nenhum comentário:

Postar um comentário