sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Funcionários de Hospital em Xaxim são presos pela Polícia Civil

Entre os funcionários presos, estão um fonoaudiólogo, uma psicóloga e uma enfermeira. Eles cobravam pelo Teste da Orelhinha

No final da tarde desta quinta feira (24), três funcionários do Hospital Frei Bruno, foram presos em flagrante pela Polícia Civil de Xaxim, com apoio de Policiais da Divisão de Investigações Criminais (DIC) de Xanxerê. Entre os funcionários presos, estão um fonoaudiólogo, uma psicóloga e uma enfermeira. Todos são acusados pelo crime de Concussão, em virtude da cobrança indevida do Exame de Emissão Otoacústica, o conhecido “Teste da Orelhinha”.

Dias antes da prisão, a Delegada responsável pelo caso, Olívia Moretto Candido Souza, recebeu a informação que funcionários do hospital estariam cobrando uma taxa de R$90,00 para realização do exame, que por lei, deve ser fornecido gratuitamente às crianças nascidas nos hospitais e maternidades, públicos ou privados. Caso a criança tenha nascido em algum hospital que não ofereça o teste, o exame também deve ser feito de graça por outra instituição apta a realizá-lo.

No caso do hospital de Xaxim, os testes eram feitos uma vez por mês. Dessa forma, um policial civil disfarçado acompanhou uma mãe que havia denunciado o esquema. Após o pagamento do exame, os policiais civis entraram no hospital e deram voz de prisão aos funcionários que estavam exigindo o pagamento do teste. Com uma enfermeira, foram encontrados R$540,00 provenientes das cobranças feitas naquele dia. Um caderno com anotações contábeis sobre as cobranças do exame, também foi apreendido

Fonte: Policia Civil

Nenhum comentário:

Postar um comentário