quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Polícia Civil desvenda violação de túmulos em cemitério de São Joaquim

São Joaquim – A Polícia Civil, por meio da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de São Joaquim, com apoio da Delegacia da Comarca da cidade, prendeu em flagrante André de Oliveira, vulgo “Godzilla”, 22 anos, e Sadimar Padilha de Oliveira, 29 anos, ontem (12), em São Joaquim, município da Serra Catarinense. Os dois são acusados de violar dois túmulos do cemitério Anjo da Guarda.

A prisão dos criminosos ocorreu menos de 12h após o delito. Por volta das 6h, testemunhas afirmaram que viram duas pessoas, uma que pulou o muro do cemitério e outra que estava rondando o local, as quais teriam supostamente violado os dois túmulos. Com base em detalhes da roupa e características físicas, os policiais da DIC chegaram a “Godzilla”.

O flagrante foi feito por volta das 10h, quando os policiais civis localizaram na casa do suspeito as roupas utilizadas na prática do crime. Elas já haviam sido lavadas com diversos sabãos e mesmo assim ainda exalava cheiro forte de cadáver.

Levado à Delegacia, “Godzilla” confessou a autoria do delito. Ele esclareceu que Sadimar, mandante do crime, orientava para ele quebrar o túmulo e mexer no cadáver, deixando-os em posições que atrapalhariam o foco das investigações, simulando necrofilia (atração sexual por cadáveres). Em troca, ele receberia R$ 580,00.

O objetivo do crime era ganhar dinheiro com os reparos dos túmulos que eles mesmos depredavam. Sadimar, que é proprietário de uma marmoraria na cidade, presta serviços ao cemitério e cobra cerca de R$ 2 mil para fazer os reparos em cada túmulo. Assim, após a destruição dos túmulos, ele oferecia os serviços à família das vítimas que arcava com os custos.

“Godzilla” e Sadimar foram autuados em flagrante delito pela prática dos crimes de violação de sepultura e vilipêndio (menosprezo, desprezo) de cadáver. Após os procedimentos policiais, eles foram encaminhados à Unidade Prisional Avançada (UPA) de São Joaquim, onde se encontram detidos à disposição da Justiça.

“Colabore com a Polícia, Denuncie, Disque 181”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário