domingo, 11 de setembro de 2011

Vettel vence em Monza e se isola ainda mais na liderança da Fórmula-1


Na segunda corrida, Bruno Senna marca os primeiros pontos na categoria



Sebastian Vettel está com os dedos na taça de bi-campeão. O alemão venceu neste domingo o GP da Itália e se isolou ainda mais na liderança da Fórmula-1. Jenson Button, da Mclaren, e Fernando Alonso, da Ferrari, completaram o pódio na tarde de Monza. Mesmo sem uma vitória da Ferrari, a corrida movimentada e cheia de ultrapassagens levou os tifosi ao delírio no circuito.
O brasileiro Bruno Senna, da Renault-Lotus conquistou os primeiros pontos da carreira ao ficar na nona posição. Felipe Massa foi o quinto colocado e Rubens Barrichello, o 12º.
A largada do GP de Monza foi digna da história da prova, com direito a excelente manobra de Alonso, que saltou da quarta posição para a liderança. Antes mesmo da primeira curva, o espanhol já tinha passado Hamilton e Vettel.
Um pouco mais atrás, um strike de Vitantonio Liuzzi tirou da prova de uma só vez Rosberg, Petrov e Ricciardo. O piloto italiano da Hispania perdeu o controle do carro na largada, foi para a grama e, quando voltou escorregando para a pista, acertou em cheio os três pilotos que disputavam posição na primeira chincane. Barrichello também foi envolvido na confusão, mas teve só um bico quebrado e pôde voltar para corrida após a troca.
Nas voltas seguintes duas brigas tiraram o fôlegos dos torcedores. Primeiro Vettel e Alonso. O alemão da Red Bull praticamente não precisa mais vencer nesta temporada para garantir o bicampeonato, mesmo assim saiu á caça do espanhol e não deu sossego enquanto não retomou a liderança da prova. Ultrapassou o piloto da Ferrari de forma ousada, colocando duas rodas na grama na Segunda de Lesmo, curva de alta velocidade.
Um pouco mais atrás, Hamilton e um Schumacher dos velhos tempos lutaram bravamente pela terceira posição. Após Schumacher ultrapassar o piloto da Mclaren, a briga tornou-se acirrada. Foram quase 10 voltas de disputa até Jenson Button aparecer e ultrapassar Hamilton e, na seqüência, o alemão.
Os dois ainda se encontrariam na volta da primeira parada. Dessa vez, após mais algumas voltas de perseguição, Hamilton levou a melhor. Terminaram na quarta e quinta posições, respectivamente.
O terceiro duelo marcante da corrida foi protagonizado por Fernando Alonso e Jenson Button, que lutaram antes e depois do primeiro pit-stop. A ultrapassagem do inglês valia a segunda posição da corrida.
Bruno Senna conseguiu, na primeira chincane, desviar dos carros batidos, mas perdeu muitas posições com a manobra. Caiu para 15ª posição na primeira volta, ganhou posições com alguns abandonos e uma nela ultrapassagem sobre Buemi, da Toro Roso, no finalzinho. Termina o GP na nona posição e marca os primeiros pontos na categoria.
Felipe Massa fez uma prova discreta. Terminou na sexta posição e soma mais alguns pontos, mas ainda está muito distante da luta pelo vice-campeonato, que ainda está em aberto.
Rubens Barrichello chegou perto da zona de pontuação. Terminou a prova 12ª posição, uma atrás de Maldonado, e teria lutado por mais se não tivesse sido envolvido no acidente do inicio da prova.
Monza encerra a parte europeia da temporada. A Formula-1 parte para a Ásia e a próxima etapa ocorre em Singapura no dia 25 deste mês. Única disputada à noite, a prova é marcada pelo calor e desgaste físico dos pilotos.
CLICESPORTES
Luane Magalhães | luane.magalhaes@gruporbs.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário