sábado, 17 de setembro de 2011

Operação dos Bombeiros durou cerca de 10 horas em depósito que pegou fogo no Sul de SC


Bombeiros de Criciúma, Içara, Tubarão e Urussanga combateram o fogo
Foto:Marcelo Becker / Agencia RBS


Perito deve ir ao local neste sábado para avaliar as causas
Por causa da quantidade de material combustível, os bombeiros trabalharam até as 22h no pavilhão que servia como depósito de papelão, totalmente destruído por um incêndio, na sexta-feira, em Cocal do Sul, no Sul do Estado.

Foram necessários bombeiros de Criciúma, Içara, Tubarão e Urussanga — além de retroescavadeira e dois caminhões pipa — para combater o fogo, que começou por volta das 12h50min.

Após controlar as chamas, os bombeiros reviraram os papeis para extinguir as brasas com auxílio de duas retroescavadeiras. No sábado, um perito deve ir ao local para avaliar as causas e fazer um laudo.

As causas do fogo podem estar ligadas a um problema de abastecimento de energia elétrica que afetou cinco municípios da região. Durante a manhã, um problema na central da Celesc de Siderópolis deixou cerca de 60 mil pessoas sem energia elétrica durante quase uma hora. Quando o serviço foi restabelecido em Cocal do Sul, um curto-circuito teria dado início ao fogo no pavilhão.

Três funcionários da empresa teriam tentado apagar o fogo com extintores, mas não conseguiram dominar as chamas e acionaram o Corpo de Bombeiros. Por mais de três horas, os caminhões e soldados trabalharam para evitar que o fogo atingisse uma empresa de comunicação visual localizada na parte da frente do pavilhão.

Um hidrante em frente ao posto da Polícia Rodoviária Estadual na SC-446, a 100 metros do pavilhão em chamas, ajudou na reposição da água dos caminhões dos bombeiros.

DIÁRIO CATARINENSE

Nenhum comentário:

Postar um comentário