quarta-feira, 20 de julho de 2011

Polícia Civil de Chapecó prende traficante e apreende cerca de 1,3 kg de cocaína


A Polícia Civil, através dos Agentes da Polícia Civil, integrantes da 1ª Delegacia de Polícia e da Divisão de Investigação Criminal de Chapecó, prendeu em flagrante na tarde de hoje o traficante Angelo Adriano Rita Aires de 36 anos, o qual estava sendo investigado há cerca de um mês pelos agentes pela suposta pratica de tráfico de drogas.


De posse das informações, esta equipe de investigação passou a investigar Angelo, sendo monitorado seu modus operandi, bem como diversas de suas entregas, o que possibilitou a identificação de outros usuários e também outros supostos envolvidos com o tráfico, uma vez que Angelo também era investigado por ser o suposto “distribuidor” de drogas em maior quantidade para traficantes menores, os quais já estão sendo identificados pelos policiais civis, e que certamente serão chamados ao processo pelo crime de associação ao tráfico de drogas

Os policiais civis de posse de conteúdo probatório suficiente para demonstrar a pratica de tráfico de drogas por parte de Angelo intensificaram os trabalhos desde a manhã de ontem, onde o acusado teve seus passos monitorados pelos agentes que aguardavam o momento oportuno para a deflagração da operação, que se deu hoje, por volta das 13h10m, no momento em que Angelo realizava uma entrega de drogas à uma usuária.

Angelo fazia uso de seu veículo VW Gol placas MFI 1981/SC cor preta, e conforme o que foi constatado, possuía um saco plástico aberto, contendo maior quantidade de cocaína, do qual era retirada quantidades fracionadas, conforme a aquisição pelos usuários, sendo utilizado um cartão de crédito como espécie de espátula.



Dando continuidade aos trabalhos, os agentes diligenciaram junto a empresa onde Angelo mantinha um emprego, sendo apreendida mais certa quantidade de cocaína junto ao armário utilizado por Angelo, tudo sem conhecimento dos responsáveis pela referida empresa.



Findada a operação, os agentes policiais lograram êxito na prisão em flagrante de Angelo pelo crime de tráfico de drogas, bem como na autuação em Termo Circunstanciado da usuária, além da apreensão de aproximadamente um quilo e trezentos e oitenta gramas de cocaína considerada pura, além de papelotes de cocaína, balança de precisão, dinheiro, etc...

Importante salientar que o próprio Angelo afirmou aos policiais civis ter pago a importância de 20 mil reais pelo Kg da cocaína.


Como é sabido, com um kg de cocaína pura chega-se a fazer três Kg após o “batismo”, que é a mistura da droga, sendo vendida o grama pelo valor aproximado de 35 reais, o que chegaria a render com a droga apreendida, se vendida fracionada, cerca de 100 mil reais.


As Investigações continuam.

Fonte: Polícia Civil

Nenhum comentário:

Postar um comentário