domingo, 24 de julho de 2011

Agora é em casa


Chapecoense volta a atuar no Índio Condá, onde não perde desde 2010



Dois meses e nove dias depois de ter sido tetracampeã estadual, a Chapecoense volta a jogar uma partida oficial no Índio Condá, desta vez contra o Santo André, pela segunda rodada da Série C.

O Verdão, que empatou com o Caxias na estreia, busca manter a invencibilidade de 21 jogos em seus domínios. Desde 9 de maio de 2010, quando levou 2 a 1 do Caxias, a Chapecoense não perde em casa. Tanto que a torcida tem dificuldade em lembrar quando viu a última derrota do time no Índio Condá. O técnico Mauro Ovelha, apesar de não gostar de comentar sobre números e tabus, reconhece que jogar em casa tem sido uma vantagem.

– A nossa torcida passa uma energia muito forte – avaliou.


O treinador lembrou que, em muitos jogos, o apoio que veio das arquibancadas fez a diferença. Mas ressalta que não adianta ter o apoio de fora se o time não atuar bem.

Para o presidente do clube, Sandro Pallaoro, o Índio Condá pode ser o diferencial na Série C. Ele considera que, dos adversários da Chave D, somente o Brasil-RS consegue ter uma torcida tão atuante.


Uma vitória neste domingo pode significar a liderança e o distanciamento dos adversários. O Santo André foi derrotado em casa na estreia, pelo Brasil, que pode perder os pontos por escalar irregularmente o lateral Cláudio.


A Chapecoense deve ter apenas uma mudança em relação ao time que empatou na estreia. O volante Diogo Roque, com lesão muscular, deve dar lugar ao estreante Diego Felipe. O goleiro Rodolpho recuperou-se de uma lesão no joelho e vai para o jogo, também para defender uma invencibilidade individual: nunca perdeu no Índio Condá.

ClickRBS
D C

Nenhum comentário:

Postar um comentário